Fundos de Infraestrutura Negociados

Fundos de Infraestrutura

Investindo em fundos de infraestrutura negociados na B3, conheça os fundos listados, os diferentes veículos, estratégias e setores dos fundos de infra.

As características desses veículos são o formato de condomínio fechado, listagem em bolsa, a obrigatoriedade de investir a maior parte do patrimônio em infraestrutura e a isenção de IR sobre os rendimentos e ganhos de capital para pessoas físicas.

As diferenças entre eles são os limites de alocação e os tipos de ativo que podem compor a carteira.

Os principais tipos de veículos utilizados pelas gestoras são:

  • Fundos de Investimento em Participações de Infraestrutura (FIP-IE)
  • Fundos de Investimento em Infraestrutura (FI-Infra)
  • Fundos de Investimento em Direitos Creditórios de Infraestrutura (FIDC-Infra)

O FIP-IE e o FIDC-Infra são destinados exclusivamente a investidores qualificados, os FI-Infra podem ou não ser destinados a investidores em geral.

As principais estratégias são crédito e equity, alguns veículos compram apenas títulos de renda fixa (crédito), outros investem em participações de empresas e projetos (equity).

Alguns fundos combinam essas duas estratégias de crédito e equity, são chamados fundos híbridos.

O setor está diretamente relacionado ao(s) nicho(s) da infraestrutura que o fundo pode atuar.

O termo “infraestrutura” é bem amplo e oferece oportunidades de alocação em (água e saneamento, portos, transmissão de energia, geração eólica, geração hidrelétrica, etc.).

Detalhes dos fundos de infraestrutura

Apesar de investirem em renda fixa e/ou renda variável, os fundos listados de infraestrutura são ativos de renda variável.

A listagem e a possibilidade de negociação em bolsa dá ao investidor a flexibilidade e liquidez da negociação do mercado secundário.

E também traz maior flexibilidade para os gestores alocarem os recursos sem se preocuparem com os resgates (como nos fundos abertos).

Os principais benefícios dos veículos listados de infraestrutura são:

  1. Isenção de IR sobre os rendimentos e alíquota zero sobre os ganhos de capital para investidores pessoa física
  2. Possibilidade de acessar ativos normalmente não disponíveis para investidores de varejo
  3. Potencial de diversificação de carteira sem a necessidade de muitos recursos
  4. Liquidez em bolsa
  5. Acesso à gestão profissional.

Onde encontrar mais informações sobre novos fundos de infraestrutura e outros fundos que não são líquidos, a B3 tem páginas para todos os veículos de investimento:

Comparação entre os veículos de infraestrutura

Critérios FIP-IE FIDC-Infra FI-Infra
Tipo de investidor Investidor qualificado Investidor qualificado Investidores em Geral
Limite de exposição por ativo Não há Não há 20% em fundos para investidores em geral, 40% em fundos para investidores qualificados e sem limite para investidores profissionais
Limite mínimo de alocação em ativos de infra 90% do patrimônio líquido 85% do patrimônio líquido 85% do patrimônio líquido
Elegibilidade dos ativos para compor a carteira Apenas ativos implementados após jan-07. Os gestores precisam participar do processo decisório das companhias (ex. estratégia e indicação de membros no conselho de adm.). Ativos dispostos no art. 2ª da lei 12.431 (ex. debêntures, CRI e FIDC fechados relacionados à captação de recursos para projetos de infraestrutura). Ativos dispostos No art. 2ª da lei 12.431 (ex. debêntures, CRI e FIDC fechados relacionados à captação de recursos para projetos de infraestrutura).
Taxa de performance Pode haver Pode haver Pode haver apenas em fundos para investidores qualificados
Principais regulações ICVM 578 e Lei 11.478 ICVM 356 e Lei 12,431 ICVM 555, ICVM 606 e Lei 12.431

Arquivo com mais detalhes

Baixe o arquivo anexado em formato PDF

Baixar PDF

FIP-IE cadastrados no site

FIDC-Infra cadastrados no site

FI-Infra cadastrados no site

Next Post Previous Post