Como Investir em Fundos Imobiliários

Como Investir em Fundos Imobiliários

Existem algumas etapas que você pode seguir para investir em fundos imobiliários:

Escolha uma corretora:

Para investir em um fundo imobiliário é necessário ter conta em uma corretora de valores mobiliários, é através da corretora, que são enviadas as ordens de compra.

Existem várias corretoras de valores no mercado, então é importante pesquisar e escolher uma que ofereça as melhores condições de investimento para você. Alguns critérios que podem ser considerados na escolha da corretora incluem as taxas de corretagem, os tipos de produtos disponíveis, a facilidade de uso da plataforma e o atendimento ao cliente.

Abra uma conta na corretora: para investir em fundos imobiliários através de uma corretora, é preciso abrir uma conta na corretora e fornecer alguns documentos pessoais para abertura de conta. Alguns dos documentos que podem ser solicitados incluem RG, CPF, comprovante de residência e um comprovante de renda.

Depois de abrir a conta na corretora, você pode fazer o seu primeiro envio de dinheiro para corretora. Algumas corretoras permitem que você faça o aporte via transferência bancária ou cartão de crédito, enquanto outras exigem que você faça o aporte via TED.

Escolha um fundo imobiliário:

Escolha o fundo imobiliário e faça o investimento: depois de pesquisar os diferentes fundos imobiliários disponíveis e avaliar qual é o mais adequado para o seu perfil de investidor e objetivos de investimento.

Pesquise os fundos imobiliários disponíveis: existem vários tipos de fundos imobiliários, como fundos de tijolos, fundos de papel, fundos de shoppings, entre outros.

É importante pesquisar os diferentes tipos de fundos e avaliar qual é mais adequado para o seu perfil de investidor e objetivos de investimento.

Avalie o histórico de performance do fundo: é importante verificar o histórico de performance do fundo imobiliário, bem como o tamanho e a diversidade da carteira de imóveis do fundo.

Verifique a qualidade dos administradores e gestores do fundo: é importante avaliar a qualidade dos administradores e gestores do fundo imobiliário, pois eles são responsáveis por gerenciar a carteira de imóveis e tomar as decisões de investimento do fundo.

Faça uma análise de riscos: é importante avaliar os riscos envolvidos no investimento em um fundo imobiliário, como riscos de mercado, de crédito e de liquidez, e verificar se eles são aceitáveis para o seu perfil de investidor.

Leia o regulamento do fundo: o regulamento do fundo imobiliário é um documento importante que contém informações sobre o fundo, como sua política de investimento, riscos e taxas. É importante ler o regulamento antes de investir para ter uma compreensão clara do fundo.

Quem não tem tempo para realizar os processos acima, sobra a alternativa de seguir carteiras recomendadas de corretoras ou casas de análise.

Fiz um artigo onde falo sobre o processo de seleção de fundos imobiliários, principalmente pelo critério de liquidez, ou seja, os maiores e mais negociados fundos.

Envio da ordem de compra:

Esse passo depende muito de qual corretora o investidor escolheu, mas alguns conceitos básicos podem auxiliar no início.

A primeira é a plataforma de negociação, a mais básica é o home broker, procure onde acessar o home broker na sua corretora.

Depois compra é feita através de uma boleta, então procure boleta dentro do home broker.

Dentro da boleta é preciso o investidor informar o ticker (código do fundo) o valor de compra (preço que deseja pagar) e a quantidade de compra.

Ex: se foi enviado R$ 1000,00 para corretora e o fundo selecionado custa R$ 99,00 é possível comprar 10 cotas, então na boleta vai preencher o ticker: FUND11 valor 99,00 e número de cotas 10.

Uma das grandes vantagens de se investir em fundos imobiliários é o baixo valor inicial, sendo muitos fundos negociados próximos de R$ 10,00.

Lembrando que mesmo em corretoras com tarifa zero, ainda são cobradas taxa de emolumento que são cobradas da bolsa B3.

Na boleta aparece a melhor oferta de compra e melhor oferta de venda, se quiser comprar imediatamente é preciso colocar o valor igual a melhor oferta de venda.

Caso queira ver mais detalhadamente as ofertas de compra e venda, procure no home broker por "Livro de ofertas" ou "Book de ofertas"

Para saber se a compra foi realizada com sucesso, procure no home broker por "Livro de ordens" ou "Acompanhamento de ordens"

A ordem pode ser executada com sucesso, executada parcialmente com sucesso, ainda estar em aberto (esperando uma contraparte), ou cancelada (por algum erro, falta de saldo, expirada, etc...)

Acompanhamento:

É importante acompanhar a performance do fundo imobiliário e verificar se ele está cumprindo com as expectativas de rentabilidade.

Você também pode comparar a performance do fundo com outros fundos imobiliários do mercado para avaliar se ele está sendo bem gerenciado.

Lembrando que todo investimento pode passar por momentos de maior volatilidade, ou seja, risco, e com isso ter momentos de quedas.

Não é um fator único para determinar a venda, o principal motivo para uma venda é a perda de qualidade ou mudança de perspectiva.

Outro aspecto importante para acompanhar são os follow-on dos fundos, importantes para o crescimento do fundo.

Fiquei de olho nas ofertas em andamento.

Caso tenha dúvidas sobre o processo de subscrição, veja o artigo com detalhes de todas as etapas do follow-on.

Reinvestimento:

Faça aportes periódicos: um dos benefícios dos fundos imobiliários é que eles permitem aportes periódicos, o que permite que você invista uma quantia fixa mensalmente e aproveite o efeito "bola de neve" do investimento.

Na hora de reinvestir procure sempre comprar fundos muito próximo da data com, a data que identifica quais cotistas vão receber os dividendos naquele mês.

A principal data com é o último dia útil do mês, mas caso tenha passado essa data, existem fundos que a data com é o 5º dia útil ou o 10º dia útil.

Para saber a data com dos fundos imobiliários veja essa tabela com mais de 400 fundos.

Next Post Previous Post